Prazeres solidários

18 Sep

pepita recortada

Outra vez para os lados de Picoas, não tenho como fugir da Loja de Comércio Justo! Depois que descobri a Pepita de chocolate com laranja, não resisto.

Adoro sentir esta profusão de sabores vinda de várias partes do mundo num quadrado de chocolate que se derrete suavemente na boca – a pasta de cacau do Equador, o açúcar de cana do Paraguai, a essência de laranja da Tanzânia, e por aí a fora …

Faço sempre um enorme esforço para não me perder na prateleira dos chocolates e comprar uma única embalagem de 90 g. Desta vez consegui – o que não acontece sempre, admito. Mas não resisti a trazer ‘mais uma coisinha’ do outro lado do Planeta: um sabonete vegetal feito na Palestina, à base de azeite virgem extra, escolhido pela simplicidade da embalagem.

Gosto de embalagens, das mais simples às mais exuberantes. Esta é simples e suave.

Seja como for, agrada-me comprar no comércio justo, visto tratar-se de um modelo de desenvolvimento “baseado na economia solidária”, que valoriza as pessoas e o trabalho coletivo, a igualdade e a cooperação “face à competição e concentração de riqueza nas empresas transnacionais”.

Levada também por esta ideia, já estou a planear a minha próxima compra: o arroz preto produzido na Tailândia por um projeto que envolve dez famílias produtoras. É riquíssimo em ferro, fibras, vitamina E e magnésio.

Só preciso de saber se há alguma forma especial de o confecionar. Mas isso vou perguntar na própria loja.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: