Tanta coisa para fazer

1 Jan

Tanta coisa para fazer e tanto lugar onde ir, mas na dúvida acabo sempre por escolher a Gulbenkian – música na Gulbenkian, exposições na Gulbenkian… e os jardins da Gulbenkian, num dia de sol (ou não, basta que não chova), a ler um bom livro.

Ou simplesmente a não fazer nada. Apenas a olhar. E a escutar os pássaros. Ou os meus pensamentos.

Houve tempos em que vivi ali próximo e habituei-me a fazer daqueles espaços a ‘minha casa’, já que a minha mesmo era fria e inóspita. Só lá vivi sete meses, e viajei imenso nesse ano, graças aos céus!

Mas quando me livrei daquele ‘inferno’, já a Gulbenkian se tinha agarrado à minha pele. Adoro esta ‘dependência’ que me faz correr para ela sozinha ou acompanhada.

No domingo voltei lá com a minha amiga Vera para ver a exposição “O Brilho das Cidades. A Rota do Azulejo”, uma mostra absolutamente fabulosa que reúne mais de uma centena e meia de peças que testemunham a ligação cultural entre ocidente e o oriente, percorrendo mais de 2500 anos.

Inclui um núcleo de cerâmica Izmick proveniente da Turquia, que integra a coleção do Museu Gulbenkian, e obras de vários países como a Tunísia, Irão, Egipto, Síria, França, Espanha, Itália, Bélgica, Holanda, Alemanha, Grã-Bretanha e Portugal.

Vale a pena passar pela rota dos azulejos, até ao próximo dia 26 de janeiro.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: