Não gosto de janeiro!

4 Jan

O inverno mata-me! E depois não gosto do mês de janeiro. E não é só por causa da chuva! Esse é o menor dos problemas. Sobretudo se não tiver de sair de casa. É a atmosfera dos dias cinzentos e terrivelmente húmidos, que ameaça colar-se à minha pele. E isso contraria-me.

Não há beleza em janeiro, pelo menos antes do dia 15. Depois do Natal (vamos lá, do Ano Novo) bem que podíamos entrar logo na Páscoa. No tempo dos jacintos em flor, que os anjinhos das procissões costumam levar nas mãos. Ao mesmo tempo colocadas em oração. Não sei como conseguem tal proeza, visto a esta distância. Mas eu própria passei a prova com distinção quando tinha apenas sete anos. É a quietude antes da tempestade… três anos depois,  decidi que não queria participar em mais acontecimentos religiosos. Para grande desgosto da minha mãe. Mas guardei o cheiro dos jacintos em flor.

Não há beleza em janeiro. Pelo menos até ao dia 15, quando os dias começam a crescer. Uma nesguinha de luz ao final da tarde. Mas eu renasço mesmo é em março. Até lá é esta canseira. Com a água pelos joelhos, a abrir e fechar guarda-chuvas.

E a humidade a insinuar-se por todo o lado. Ter de enfrentar as paredes húmidas do edifício em frente. E os troncos húmidos das árvores, por baixo da minha janela. Ter de suportar a humidade da rua, mal ponho o pé fora de casa. Até lá é este querer ir ao cinema, a uma exposição e ao teatro, e não me apetecer atravessar a cidade. O inverno mata-me. E janeiro contraria-me.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: