Os primeiros sonhos de mar

15 Mar

the sea

Sábado. Depois de duas semanas alucinantes, finalmente vou ter um fim de semana a sério. Começar a manhã no ginásio e depois ter a tarde inteira para fazer o que quiser. Ler, preguiçar, ver filmes, sair, combinar alguma coisa com alguém. Não fazer nada, e estar sozinha comigo. E em qualquer situação aproveitar este sol magnífico, quente, cheio de promessas. Em ‘direto’, na rua. Ou através das minhas janelas, que se abrem para a luz. Quero continuar a sentir-me assim. Rendida ao sol. Seduzida por ele. A um passo de sonhar com o mar. A um passo de sentir o pé molhado, acariciado pela areia. Nada vai impedir este desejo de evasão. A alegria de começar a tecer os dias quentes de sol. Nem mesmo a pequena lesão na mão direita que fiz hoje de manhã no treino. A dor é suportável, e não há nada partido. Aparentemente. Também não me impediu de fazer a aula de Pilates, logo a seguir. Agora é só ter um pouco de paciência e colocar gelo ao longo do dia. E continuar a preguiçar. E continuar a sonhar com o mar. E depois voltar a sair à tardinha. Para estar com ‘gente’. Com pessoas bonitas. Sábado tão simples. E simplesmente perfeito. Para mim.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: