Devagar (mesmo que tenha pressa)

27 Oct

Lisboa e o Tejo

Prometi desacelerar no que me é possível. E com muito esforço, porque a minha energia é ‘qualquer coisa’ inesgotável, cá vou cumprido… Ao quarto dia deste compromisso, o saldo parece-me razoavelmente positivo. É verdade que continuo a passar muitas horas sentada ao computador a escrever, mas agora estou a conseguir fazer várias paragens para alongamentos específicos – espreguiçar como os gatos fazem tem agora horas marcadas, para além da sala de aulas de Pilates. E de frente à minha janela, por onde continua a entrar um glorioso sol amarelo, indiferente ao outono e à mudança dos ponteiros do relógio para hora de inverno, cuido da postura com posições de supermulher. Prometi andar mais devagar, mesmo que tenha pressa. Fazer pausas entre as coisas, as outras. Respirar mais, inspirando e expirando suavemente. Prometi aquietar a cabeça. Prometi continuar a ter esperança.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: