Dias de nevoeiro

27 Nov

Nevoeiro

O nevoeiro. O frio a roçar-me o nariz. Ajeito o lenço de lã por baixo dos olhos, ajeito os dedos nas luvas. E caminho. Inspiro a manhã. Hoje saí de casa sem rumo certo, sem destino. Não cumpri as ‘cerimónias’ de sempre, dos dias que começam. Não me apetece cumprir horários Apetece-me inspirar este ar quase gélido, caminhar para lugar nenhum por entre o nevoeiro branco, denso. Às vezes preciso disto. De purificar-me assim!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: