Da noite para o dia

12 Jan
?

Entardecer na cidade

?

Manhãs brancas de janeiro

São agora assim os dias de meio de janeiro: sem chuva, com frio às vezes, entardeceres vermelhos e manhãs de nevoeiro. São momentos opostos, o dia que começa e o dia que acaba, que me convidam a um novo respirar.

Perco-me e encontro-me nestas horas distintas, do princípio e do fim do dia, em sonhos e objetivos. Vou desfiando os segundos, demoradamente, como se fossem contas de um rosário. Às vezes rezo-os. É o ritual da manhã. Às vezes escrevo-os, enquanto o nevoeiro sobe para o céu. Às vezes  sou pragmática.

As fantasias chegam com os crepúsculos. Não sei se pela proximidade da noite! De inverno enrolo-me com elas em mantinhas, bebericando canecas de chá de gengibre, ou menta, ou canela. É uma forma de encontrar conforto. Um momento de grande beleza.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: