Tag Archives: céu

Os dias, as noites e eu

6 Feb
?

Quando o dia começa, quando o dia acaba

a-primeira-hora-da-noite

anoitecer

As sombras dão lugar à luz, primeiro desenhando uma barra alaranjada no céu. Suspensa sem molas ou outros artifícios. Continue reading

Advertisements

Muito melhor

5 May

Ceu quase azul

Céu quase azul, um pouco mais de sol, o regresso ao ginásio com treino, Pilates e abdominais. Muito melhor! Agora a tarefa é por tudo em dia (depois de três dias praticamente parada, tenho tudo atrasado e a despensa vazia!). E esperar que o fim de semana seja luminoso para um passeio ao ar livre, no coração da Natureza ou perto do mar.

Os pássaros cantam. Ponto

2 Mar

o céu

Sim é mesmo isso, os pássaros cantam haja sol ou não. Alheios a março tão cheio de esquisitices, para estes lados (coitado, ainda só agora começou!). A sul, dizem que a planície era de ouro. Que inveja! Valha-me uma tarde cheia de escrita. Continue reading

Adeus agosto

31 Aug

Ceu em agosto

Aproveitar este céu lindo, muito azul, enquanto o tempo das nuvens não chega. Último dia de agosto, a vinte e dois dias do outono. Como eu gosto desta sensação de passagem, de fim e princípio. Acompanhar a mudança das paisagens, descobrir novas cores e novos cheiros para apetecer novos sabores. Lá fora tudo muda. Primeiro com gestos tímidos. Cá dentro também. E, de repente, numa hora qualquer vejo-me a abrir baús à procura de mantinhas quentinhas. Mas ainda não será hoje que o dia é quente e ainda é verão, e há uma promessa de que o calor vai prolongar-se. Com um pouco de ‘sorte’ ainda volto a ver praia. E muitos céus azuis como o de hoje,  sobre o pinhal.

A correr de um lado para o outro

11 Mar

ao sol

manha ao sol

Continuo assim, em modo de pressa. A correr de um lado para o outro. E a praguejar por ainda não ter tirado a carta de condução. O meu ‘eterno’ problema com as máquinas? Desculpas para esconder o medo. Os minutos que eu perco à espera do autocarro! O lado bom da situação são as páginas de livros que vou lendo. Enquanto espero. Para não desesperar. Ou os minutos que eu ganho de autoanalise. De reflexão. Nas paragens do autocarro, entre a minha casa e o ginásio, pela manhã, tenho sentido borboletas no estomago. Entusiamo pela vida. Tenho sonhado. Tecido desejos. E tomado decisões. Nos últimos dias fiquei sentada com março. Sob este magnifico céu azul. Ao sol. Nestas atmosferas de princípio de primavera. Sem pressas. Bebendo a manhã.

Com os olhos postos no eclipse

3 Nov

Eclipse

Esteve assim o céu de Lisboa, a partir da minha janela. Poucos minutos antes da Lua cobrir o Sol.

Eclipse

O eclipse parcial do Sol foi mesmo parcial para estes lados, mas mesmo assim o dia esteve mais escuro.

Eclipse

No céu nuvens escuras passearam-se toda a tarde. E no ar havia um grande sossego!

%d bloggers like this: