Tag Archives: Easter

Domingo de Páscoa na outra margem

17 Apr

Alcochete em vários planos

Domingo de Páscoa, dia de sol. Longe do mar, mas perto do rio.  Igualmente tão bom quando a intenção é  só passear, descontrair, abrandar, estar com amigos (do coração). Continue reading

Advertisements

Tempo de Páscoa

31 Mar

Páscoa

Últimos dias de março, cheios de sol. Um sol redondo, amarelo, que agora entra pela minha janela e fica até mais tarde. Convida-me à preguiça. O meu corpo ainda não se adaptou à mudança da hora, três dias depois. Tenho sono a horas estranhas. Tenho fome a desoras. Pulo as refeições, dormito no sofá. Mas nada disso importa! Continue reading

Cinema de madrugada

21 Apr

Lost in Translation

Estava mesmo a precisar de um fim de semana assim: com mais um dia de bónus. Bendita Páscoa! Para pôr a vida em dia. As gavetas e a papelada. Ler. Ouvir música. Ver filmes. Preguiçar. Não fazer nada. Fazer uma nova lista de objetivos. Atualizar a lista de gratidão. Consegui fazer quase tudo. Consegui fazer o essencial. Para o próximo fim de semana, com mais um dia de bónus para celebrarmos a liberdade, vou acrescentar as minhas listas, ler mais umas páginas dos dois livros que estou a ler, e quem sabe ver mais um filme?! Esta madrugada vi Lost in Translation, uma narrativa entre a comédia e o drama realizada por Sofia Coppola. E simplesmente adorei este regresso ao Japão. E à história de uma jovem e um homem de meia-idade, ambos norte-americanos e insatisfeitos com as suas vidas, que se cruzam em Tóquio. Charlotte e Bob tornam-se cúmplice, amigos, à medida que vão explorando a gigantesca cidade japonesa, com uma cultura muito própria. Mas será apenas amizade o que os une? O filme deixa na ambiguidade o sentimento que realmente liga os dois personagens. Adoro rever filmes anos depois!

Just breathe

19 Apr

Easter

Sábado perfeito, a caminhar ao encontro de domingo de Páscoa. Levantar cedo. Respirar a manhã quase fria. Ainda sem sol. Duas horas de exercício físico. A fazer que almoço comendo iogurte, fatias de fiambre de peru e tangerinas. Enrosco-me no sofá com um livro… e adormeço. Acordo com a sensação de dever por cumprir. Ao entardecer tenho os deveres todos cumpridos. Cumpro um atrás do outro, entre amoras. Janto tarde, acabo de jantar: dois ovos cozidos e uma salada simples, salteada com tâmaras, temperada com um fio de azeite. Com o olho nas guloseimas da Páscoa, confesso: as amêndoas com chocolate da Regina, os Confeitos de Pinhão, da Frutop e as drageias de Licor, da Arcádia. Tempo de pecado, num tempo sagrado, penso. ‘Just breathe’, repito ao meu ouvido. Enquanto decido que filme vou ver esta noite. Tenham uma Páscoa feliz

%d bloggers like this: