Tag Archives: tomate

A primeira sopa fria de tomate

5 Jul

gaspacho

Apesar da singularidade deste verão (com frio e calor num só dia, e mais vento, sobretudo à noite), acabo de comer a minha primeira sopa fria de tomate. Ou gaspacho, como se diz no sítio onde eu nasci. Embora não fossem tão vermelhos como os tomates que davam vida aos gaspachos da minha infância (tão bons, feitos pela minha mãe, que colocava magia em tudo o que tocava), os que fizeram o meu, hoje, tinham bastante sabor. O resultado foi excelente. Fiz assim: reduzi na centrifugadora 3 tomates maduros (tiro a pele), uma pequena quantidade de pepino, flor de sal, orégão, um fio de azeite, dois de vinagre, três colheres de sopa de água. Servi com cubinhos de queijo e mais uma colher de  orégãos.

Advertisements

O jantar de sexta-feira é sempre especial

27 Jun

couscous

O jantar de sexta-feira é sempre especial. Porque preparo-o com mais tempo, sem pressa, mesmo que seja tão simples como o de hoje: couscous de espelta com cogumelos, decorado com tomates mini e tirinhas de cenoura. [Junto água a ferver a uma porção de couscous, deixo repousar alguns minutos. À parte grelho cogumelos laminados temperados com flor de sal, numa frigideira própria. E numa outra os tomates mini e as tiras de cenoura. O passo seguinte é envolver o couscous com os cogumelos e decorar com os legumes. Os produtos são biológicos.]

E o jantar [acabadinho de fazer]

23 Jun

curgete (cenoura, tomate)

cugete (2 fase)

curgete (1 fase)

Ainda em modo ‘leve’, para depurar o organismo, acabo de preparar este simples prato: fiz pequenas ‘sandwichs’ de curgetes (em forma de cabaça) recheadas com meios tomates (mini), sobras de carne de peitos de peru, palitos de cenoura, e pequenas fatias de queijo de cabra. Temperei com flor de sal e um fio de azeite e levei ao forno. Gosto do resultado!

Os primeiros figos (fiz salada)

20 Jun

Salada e sumo pessego

Adoro figos frescos (também gosto deles secos) mas só hoje consegui comer os primeiros da época. Pretos, fresquíssimos e maduros. Misturei-os com pequenas porções de presunto, tomate, pepino, rúcula selvagem, e fiz uma deliciosa salada, temperada com um pequeno fio de azeite. Acompanhei com um sumo de pêssego e menta.

O jantar (ainda há pouco!)

16 Jun

batata doce e tomate

batata doce com queijo de cabra

Simples a minha opção de jantar, ainda há pouco: batatas-doces com queijo de cabra, que acompanhei com mini tomates Bio. Faço assim: lavo muito bem as batas doces com casca, enxugo-as levemente com um pano e corto-as às rodelas. Depois tempero cada uma delas com flor de sal e levo ao forno em tabuleiro forrado com papel de alumínio. Mais ou menos a meio da cozedura viro-as, assegurando-me que ambos os lados ficam ligeiramente dourados. Quase no fim, disponho fatias de queijo de cabra sobre cada uma das porções de batata e tempero com orégãos. Retiro o preparado do forno quando o queijo começa a amolecer (nesta receita, não gosto do queijo totalmente derretido). Acompanhei com um chá verde com limão e gengibre (também deve ficar bem com um bom vinho tinto).

%d bloggers like this: